quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Bastardos Inglórios



Não, não estamos falando da Magda do colegiado.


Um filme.

O filme é de Quentin Tarantino (o rei das comédias românticas de samurais com hemorragia).

É um filme de guerra, mais especificamente sobre a Segunda Guerra Mundial, quando um grupo de soldados judeus americanos tem como missão espalhar a paz e o amor pela faixa de Gaza, e aproveitam e passam na frança tomar um vinho e multilar alguns pizzaiolos de hebreu do terceiro reinch.


Autentico Tarantino.

Dizem que esse só perde para Pulp fiction e Cãe de Aluguel.

Mas o mais impressionaste é que esse filme foi capaz de resgatar os sentimentos mais primitivos da alma humana.
O desdém pela psicanálise.


O filme foi tão bem feito que chamou a atenção até da nossa querida ex-professora, psicanalísta de schindler, superpop, mais seguida que moisés ao abrir o mar, sobrevivente do holocausto skinneriano: A. C. (citada na matéria sobre o papel da mulher na contemporaneidade).


Ana Cecilia deu o seu pitaco sobre o filme e sobre o tema que norteia a trama, a vingança.
Isso tudo numa revista pós-contemporanea de fofocas, Época.
Com todo respaldo Freud-Lacaniano ela comenta:


-"A razão de Tarantino usar desse tipo de violencia para se comunicar certamente está relacionado com a sua infância"(risos)

-"A pessoa sente prazer em fazer o mal para seu malfeitor"(risos)

-"As vezes a melhor forma de se vingar da pessoa que fala mal do seu blog é falando mal da mãe da pessoa"(risos)

-"Prazer mesmo, agente sente em escoar libído na cara dela"(risos)

-"Vingança para mim só faz sentido quando alguém nos faz algo de ruim"(risos)

-"A vingança nunca é plena,mata a alma e envenena(risos)

-"A vingança é um prato que se come frio"(risos)

-"Agua mole pedra dura tanto bate até que fura" (risos)

-"Quem desdenha quer comprar"(risos)


-"Depois do trio elétrico só não vai quem já morreu"(risos)

-"Não precisa mudar, vou me adaptar ao seu jeito(risos)

-"Prepare aquela langerie e aquele vinho que gostamos,
essa tristesa vai ter fim, eu to chegando"(risos)


"Falo que nasce torto entra pro núcleo de psicologia politica"(risos)




Querida Ana Cecilia, você é otima. continue assim.
não fui irônico ok?
ok.

4 comentários:

  1. HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHH
    CHOREI DE RIR AKI!

    ResponderExcluir
  2. e o pior, é verdade que a ana cecila falou sobre esse tema na reportagem sobre o filme na Epoca

    ResponderExcluir
  3. Caraca, meu falo é torto e adoro política...

    ResponderExcluir