segunda-feira, 12 de julho de 2010

Eu como um psicologo...



Não,
mas uma psicologa, com certeza...

Existem teste que identificam caracteristicas de psicopatia em crianças com apenas de 3 anos de idade.

Não existem pesquisas que indicam pesquisas que acharam alguma cura para o psicopata.

De acordo com a lógica carmenflorense: Para que haja uma mudança de atitude verdadeira é necessário que o indivíduo sinta-se "incomodado" com sua atitude anterior.
O psicopata não sente remorço nem mal-estar em relação a qualquer atitude que ele tenha.
Nesse caso é impossivel "curar" um psicopata.
Porque por mais cruel que seja a punição a unica coisa que realmente funciona é a autopunição.


Segundo uma professora PHD da UFMG:
se vc identificar essa doença no seu filho, você pode:
- Rezar
- Doa-lo para pesquisas longitudinais
- Pica-lo e servir aos cachorros.
ou
- Comprar uma camisa do Framengo ou do Atrético

6 comentários:

  1. só uma correção.. ela não é phd, porque não estamos em uma universidade de elite e universidades ruins não priorizam a formação de seus professores, uma vergonha

    ResponderExcluir
  2. Luiz Guilherme Pacheco Littig18 de julho de 2010 15:21

    Acredito que há uma falha nessa lógica.

    Eu estou com muita raiva de uma pessoa e não quero mudar isso. Sinto vontade de matá-la. Penso que ela poderia ter agido de modo diferente, mas não agiu. Você então com algumas palavras faz eu perceber que ela fez exatamente o que pode. Não há nada que eu possa fazer. As palavras entraram pelo meu ouvido e eu já compreendi. Não há nem como eu me esforçar para encontrar motivos para ter raiva. Eu já não sinto raiva e não sinto mais vontade de matá-la.

    A questão é que ainda não conseguimos levar outras pessoas a compreender os motivos para se importar com os outros e etc, mas esses motivos existem - caso contrário não faria sentido querer que as pessoas agissem assim - e é possível compreendê-los. Se alguém tentou e não conseguiu seus motivos ou sua comunicação foi falha.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Existem muito mais misterios entre o céu e a terra que sonha a nossa van filosofia.

    Ao calouro Ritalina: Nunca discorde da lógica Carmenflorense senão fara TEP2 denovo, como eu.

    Como eu disse: Não existe pesquisas que indicam pesquisas para que se desenvolvam pesquisas que provem que é possivel fazer as pessoas conhecerem e compreenderem realmente os motivos para se importar com os outros.

    então até la...

    ResponderExcluir
  4. "doa-lo pra pesquisas longitudinais"! huahuahuah essa foi ótima!

    ResponderExcluir
  5. Luiz Guilherme Pacheco Littig21 de julho de 2010 01:15

    Ah, sim. Obrigado.
    Eu também acredito que isso jamais foi feito e que não há pesquisas que comprovem que é possível, mas eu não me imagino dizendo "É.. não tem jeito." sem ter a sensação de que estou dando uma desculpa para não tentar fazer algo a respeito. Eu acredito que é possível e vou tentar enquanto puder. Cada passo que conseguirmos dar nessa direção -cada pessoa que passar a se importar um pouco mais com uma outra - fará uma grande diferença.

    Abraço, cara.
    Até agosto.

    ResponderExcluir
  6. Dar uma camiseta de time de futebol com certeza é a melhor alternativa! Aliena e sossega. O menino psicopata, pode descontar sua loucura irada no amiguinho cujo time perdeu ontem toda quinta ou segunda feira...

    ResponderExcluir